O marketing se renova a cada dia, e traz amplas possibilidades para diversos segmentos, inclusive o terceiro setor. Entidades, ONGs e sindicatos, que antes viam nessa ferramenta algo alheio aos seus processos, hoje buscam formas efetivas de aplicação. Entender a importância do marketing para o terceiro setor gera muitas possibilidades.

Engana-se quem entende o marketing apenas como uma forma de tentar vender algo. Pelo contrário, sua finalidade é aumentar o alcance do que se quer divulgar de uma forma estratégica e chamativa. Quer entender como isso funciona na prática? Acompanhe, no presente artigo, a importância do marketing para o terceiro setor e como aplicá-lo.

Campanhas que chegam até o público

Esqueça as campanhas com cunho mercadológico: o marketing para o terceiro setor busca promover ações e posicionamento das organizações em relação a algo relevante socialmente, ou seja, é a forma de se comunicar, de maneira moderna e com amplo alcance, com os mais variados públicos, sem perder a autoridade de terceiro setor.

O que isso significa? Que o marketing torna-se uma ferramenta social. Deixa-se de se vender um produto para se lutar/posicionar por algo. Com estratégias desse meio, principalmente no ambiente digital, é possível engajar centenas de milhares e até milhões de pessoas. Tudo sem perder o cunho social da organização.

Diminuem-se ruídos de comunicação

A resposta do público receptor da mensagem do marketing do terceiro setor é uma diminuição dos ruídos de comunicação. Isso é indispensável! Faz com que as pessoas possam se aproximar das organizações. Sem ferramentas como essa, muitas vezes a sociedade nem mesmo conhece a entidade ou o ONG.

Como estamos falando de marketing social, o caminho é duplo: o terceiro setor abre a comunicação para o público, que responde a sua medida. O grande benefício nesse sentido, é utilizar a opinião pública que contata sua organização, como termômetro, criando melhores e mais sintonizadas estratégias de marketing junto à sociedade.

Modelos já consolidados

Compare as ações da AACD e da WWF. Ambas utilizam o marketing há muito tempo, mas suas peças são extremamente sutis, ou seja, já há modelos consolidados que mostram a importância do marketing para o terceiro setor, e as entidades, ONGs e sindicatos que se destacam utilizam muito dessa ferramenta de divulgação para serem referenciadas.

Outras ações de marketing, como doações, parcerias público-privadas, eventos sociais, já são uma realidade. Contudo, muitos nomes à frente de várias organizações ainda relutam em entender o marketing como algo indispensável e que já provou ser muito eficiente ao redor do mundo, como o modelo utilizado pelo Greenpeace.

Como fazer o marketing para o terceiro setor?

Não só entender a importância do marketing para o terceiro setor, mas como colocar isso na prática, deve ser entendido pelos líderes das organizações. O primeiro passo, é identificar empresas parceiras que façam a gestão desses conteúdos.

“Mas vou ter que gastar para divulgar?”. Pelo contrário! Irá investir para agregar mais ao terceiro setor.

Sindicatos ampliam o alcance de associados, entidades promovem e conseguem mais parceiros para suas ações e ONGs pautam seu debate. Em outras palavras, ao não fazer o marketing por causa de custos (que podem ser relativamente baixos), deixa-se de crescer e, assim, perde-se espaço no setor em que se atua.

Saiba mais acessando nosso site e confira como utilizar do marketing para o terceiro setor!